Seleção às cegas

Por que as empresas devem começar a investir em entrevistas às cegas?

A entrevista às cegas: modelo veio da Europa e promete conquistar cada vez mais organizações pelos seus resultados e o Brasil não fica de fora dessa. Esse novo estilo de recrutamento tem chegado aos poucos no país e carregado consigo bons resultados.

Isso significa escolher funcionários em potencial sem saber sua idade, raça, gênero e deixando suas características pessoais de lado para avaliar apenas o profissional.

Esse formato, comum em outros países, já está presente aqui no Brasil em empresas que aderiram a essa inovação, a exemplo da Nubank, empresa que presta serviços financeiros de forma eletrônica. Na intenção de considerar as capacidades relacionadas ao trabalho, o resultado é uma maior diversidade na formação da equipe.

Saiba mais como funciona esse formato de recrutamento e quais as suas vantagens.


Como funciona a seleção às cegas

Normalmente, os locais que optam pela recepção de currículo tradicional recebem pessoalmente ou por e-mail o material para seleção. Há empresas que exigem até mesmo foto anexada ao currículo, sendo que, no âmbito profissional, características tão pessoais deveriam ser irrelevantes para a tomada de decisão.

A proposta do novo tipo de seleção é avaliar apenas a vida profissional das pessoas que se candidatam a uma vaga. O processo atua “cegando” os recrutadores em relação aos aspectos pessoais do candidato, que não influenciam no seu desempenho na função pretendida.

Quando os perfis selecionados são mostrados, as informações pessoais desses candidatos são omitidas, impedindo, assim, que critérios dotados de discriminação sejam postos em prática. Além disso, as características profissionais são comparadas de acordo com os critérios de seleção.


As vantagens e como adotar esse processo

Obviamente, uma empresa que adota esse tipo de critério para seleção de funcionários obtém no mercado uma relação de integridade e respeito às diferenças. É inegável que a reputação no mercado melhora e coloca em pauta questões importantes envolvidas nesses processos, tais como os viés inconsciente de quaisquer origens.

Além disso, o foco é apenas no perfil profissional, o que equilibra as chances de pessoas capacitadas, que por outros motivos poderiam ficar distantes das listas de entrevista. Para o candidato, uma chance de conseguir uma vaga de emprego, para o empregador, um profissional capacitado, que pode gerar maior produtividade para o quadro de funcionários.

Mas não se esqueça, é muito importante também que essa organização esteja preparada internamente para lidar com a diversidade humana. Não adianta pôr em prática esses processos e não estar compatível com essa forma de enxergar o outro no dia a dia. Toda a equipe deve estar em sintonia em relação às políticas de seleção de candidatos.

Viu como investir em entrevistas às cegas pode ser um processo vantajoso? Assim você pode montar a sua equipe de forma mais justa, respeitando as diferenças. Você sabia que a Jobecam é a primeira plataforma de vídeo entrevista às cegas do mundo? Não perca tempo e venha conhecer nosso trabalho e fazer uma experiência com a gente!

Ficou interessado? Conheça a nossa ferramenta de recrutamento e experimente um de nossos planos para a sua empresa!

Acesse: www.jobecam.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *