[Resumo] Destaques do segundo dia de Jobecam Plural

No dia 20 de Outubro continuou o evento Jobecam Plural que aconteceu de forma online e AO VIVO, um evento para divulgar nossa nova plataforma onde você encontrará cursos, artigos, vídeos e muito mais sobre diversidade, inclusão, vieses inconscientes entre outros temas. 

Para contribuir com o segundo  dia do evento trouxemos especialistas de diversidade e inclusão Joseph Kuga, Maristella Iannuzzi, Cristina Kerr, Maite Schneider e Sauanne Bispo e representantes de empresas como Oracle, Renner, Fhinck e The Feminist Tea.

O evento está disponível na íntegra na plataforma do Jobecam Plural, mas nosso time separou alguns destaques dos conteúdos apresentados. Continue lendo!

Vamos aos destaques!

“Diversidade não é um ponto de chegada e sim um caminho” Maite Scheneider

  • Por muito tempo achamos que a diversidade não é importante por acreditar que não estamos  inseridos em algum grupo diversificado porém todos estamos em algum, seja de classe social, orientação sexual, faixa etária, raça, etnia entre tantos outros.

“Achamos que somos aquilo que juntamos, mas na verdade somos o que espalhamos, o que você está espalhando?”  Maite Scheneider

As empresas devem ter um mapeamento de diversidade sobre seus funcionários e ter índices de monitoramento sobre a inclusão deles e oferecer direitos como respeito ao nome social (transempregos. com/agr vai) e também conceder voz a todos.

“O mundo só é bom quando for bom para todos, devemos ter direitos e não perder privilégios” Maite Scheneider

A diversidade tem que está no DNA da organização não só no recrutamento, tem que está inserido em tudo: acionistas, fornecedores e entre outros.

Porém não adianta cobrarmos da empresa se nós não estourarmos nossas bolhas e abrir nossas mentes, devemos rever sobre os privilégios e acordar com a responsabilidade da diversidade e o acesso a todos aos direitos.

  • A Fhinck empresa de tecnologia, inteligência artificial, big data e google analytics que tem o projeto #TheFhinckerWay programa de carreiras de análise de dados para ajudar mulheres na formação da qual não precisam estar na área, utilizam nossa plataforma para evitar os vieses inconscientes.
  • Feminismo é um movimento que busca construir um mundo em que a igualdade entre os gêneros seja uma realidade, pois mesmo estando no século 21 ainda existem casos corporativos em que mulheres que ocupam o mesmo cargo que os homens recebem menos e além disso há dados que elas são uma das maiores fontes financeiras do lar. O feminismo não é ser contra homens ou ser a favor de um partido ou não cuidar da casa e sim lutar pela igualdade do direito entre homens e mulheres, para que isso seja feito não necessariamente só as mulheres precisam estar nessa luta os homens também podem e devem ajudar para que assim haja um mundo de igualdade. 
  • Ainda sobre os vieses inconscientes temos os de gênero, como por exemplo falar que meninos brincam com tal coisa, meninas outro. Por conta desses estereótipos lançados na infância crescemos achando que homem não pode chorar, que eles tem que serem o sexo mais forte ou que as mulheres só possuem qualidades relacionados ao físico e não mental, logo esses vieses impactaram a carreira das mulheres como: afinidade, percepção, desempenho, maternidade e comportamento
  • Sobre o comportamento das empresas em relação à diversidade temos que ter uma transformação do mindset e ajudá-los a mudar esses vieses inconscientes, isso não é do dia para a noite e sim uma jornada.

“Diversidade é a beleza dos resultados das pessoas” Kadu Lopes

“Tome consciência e trabalhe os vieses inconscientes para transformá-los em vieses honestos” Marie Timoner

  • Outro fator importante é que as organizações garantam que o líder seja uma pessoa que ouve opiniões, que abrange todos os pontos de vista e que eles sejam considerados.

A Renner e a Oracle são exemplos para outras organizações, como por exemplo a Oracle que tem o Marcelo funcionário com característica na dicção, que participou de uma ação da empresa onde teria que gravar um vídeo cantando contou que lá é um lugar que ele achava que seria satirizado mas se torna aplaudido.

Já a Renner sempre se preocupou com a diversidade e equidade, tem muitas mulheres com cargos de liderança são ao todo 40%, um exemplo de equidade de gênero.

E aí, qual aprendizado você tirou dessa tarde cheia de conteúdo?


Acesse a plataforma da Jobecam Plural para ver a gravação completa: https://empresa.jobecam.com/plural?lang=pt-BR#pl0